24 de jan de 2013

Amor

Se não chorei, não foi porque sou forte, nem porque sou insensível, mas porque conheço. Porque revi na tela boa parte do que sei. Também porque sinto, eu sei. A dor perpassa os dias e ecoa corpo adentro: compadeço porque não [me] curo.
É tanto amor que a gente desespera e animaliza. Tanto amor que a gente [se] acaba antes porque não suporta o sofrimento que conduz ao fim.
Você fez mais um belo filme, Michael Haneke.