23 de jun de 2012

Poema

Empilhar palavras
é construir
um frágil edifício
sem osso.
Poesia é
estrondo deslumbrante,
doce avaria,
o fundo mais fundo
do poço.